07 February 2008

CÉU


Do chuvão que caiu
só vi duas gotinhas presas na vidraça
O que estava nas nuvens,
eu espremi com a mão, que ficou molhada
agora tenho o céu nas minhas palmas.

4 comments:

Anonymous said...

Lindinho poema.
faz tempo sua mana tá sumida...vc sabe o porque, né?

Saudades do Pé de Pitanga.

Anonymous said...

Detestei tudo em inglês!
não consegui postar o comentário com meu blog1

Jesus Cordeiro said...

Cecilia, acabei de conhecer o seu Blog agora, através do Blog da Vera e da Zázá, mas só de ler estas linhas, já sou sou fã...maravilha esta benção divina de se ser maior que o gesto, de se ser poeta, levar sempre também na palma da mão uma gota, de palavras feitas de amor!!
bjinho
ju

Fernanda said...

Tem que ser muito sensível pra escrever uma coisa dessa.
beijos
Fernanda