20 May 2008

DO JASMIM, O ORVALHO


Meu coração é uma cera líquida na mão de Deus
O tempo me endurece e me faz útil
Quanto mais o tempo me passou, mais recomposta me fiz
O que podia ser nostalgia
hoje é milagre.
O mesmo tempo que brotou as flores
que escureceu a madeira da porta
e que envelheceu-me os cabelos
deu-me o extraordinário
Se eu podia entrever um jasmim
hoje tenho do jasmim, o orvalho.



1 comment:

Andresa said...

Extraordinário....
Você, a imagem, as palavras!!

belo poema.
Obrigada por nos fazer entrar e sair daqui renovados.

bjo