21 June 2008

POEMA DA NÃO-LIBERDADE


Saberei fazer tricô
quando me envelhecer depressa
Os pontos que darei serão
os cardeais que me nortearam
para um caminho imprudente
e os nós
serão como fomos nós
atados, mas aprisionados
na não-liberdade que me tramou.


1 comment:

ZAZÁ LEE said...

Oi Cecília....
e eu então que já faço tricô?