09 December 2008

MELANCOLIA


Que melancolia essa da palmeira
plantada
no acolchoado da terra e grama...
Se venta, ela permanece

Torrando o calor, ela fica imóvel

No evento da chuva, engole a sede e se enraiza...

A liberdade é para poucos;

essas poucas nuvens,
na invisível permissão do ir e vir

e o vento imperador,
que muda as coisas de lugar

O resto é pesar fixado na paisagem.

2 comments:

ZAZÁ LEE said...

Que tal falar do reverso da melancolia??????

Anonymous said...

Ceci...gosto com vc escreve!