25 November 2006

VIVER A VIDA


Quando se tem uma vida
E for necessário vivê-la
Bem vivida
Joga lá fora, no terreiro da sua casa
Onde você morou um dia
As desalegrias
E fica com o centro da sua alma
Que é o amor por você mesmo
Sua imperiosa ação de buscar o novo
E assim, sossega;
Porque a vida passa
O mundo passa
Você, entretanto, não passará
Estará aqui para sempre,
Ora neste mundo torto e feio
Mais tarde, em forma de estrela.

1 comment:

Claudinha said...

Olá!
Abri seu blog por acaso e adorei tudo o que escreve.
Muita sensibilidade, coisa que sempre admiro. Parabéns!