12 July 2007

XÔ, XÔ

Minha poesia anda ultimamente recorrente sobre o tema "silêncio".
Minha poesia sabe tudo de mim e sabe mais do que eu sei.
Melhor então me calar depois desse poema.
++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
Achei melhor silenciar agora
Melhor porque me respeito
E melhor porque me gosto
Silêncio não é ferimento
Embora as muitas vezes possa parecer que é
Silêncio é o hiato da palavra
E o coma do pensamento
Achei melhor
E agora, as sentenças longas que eu disse hoje
Todas voltaram prá dentro da garganta
Como minha avó fazia com as galinhas
Á hora e meia que anoitecia
Enfileiradas por cima do poleiro;
Xô, xô, palavras amorosas,
Recolham-se...

1 comment:

amilton said...

Oi, Ceci. Hoje vim correndo ao meu querido pé de pitanga e fiquei feliz, porque encontrei algumas poucas, mas muito apreciadas frutas.
Corresponde a este tempo seco que tem feito, que embora traga bastante alergia, traz também consigo muita pitanga vermelhinha, pelo muito sol.
Beijos para você e boa sorte em seu novo trabalho.