13 August 2007

POEMA DA FALTA DE FÉ


Na falta de fé,
Rezo uma missa em mim
Desfio um ofertório em latim
Comprido e denso
Todas as conjugações em latim terminam em "um"?
Um lamento aqui, um desapontamento lá;
Fiz os sacramentos da invencionice
E paramentei-me das poucas hóstias que eu tinha disponíveis
Volvi-me à direita
Quero avisar o meu espírito
Com letras garrafais
Que daqui pra frente é só destino
E que seja correto,
Sob a régua,
Que seja santo e bom,
Feito água benta;
Que seja batizado
Nas águas de um renascimento que ainda não conheço
Mas deve existir um renascimento
Deve existir a vida após a dor
Pós-dor é pré-contentamento.



1 comment:

Zazá Lee said...

CARA....

A cada novo poema vc me surpreende.
Vc é uma fonte muito rica de palavras e mestre em coloca-las no lugar certo!