14 January 2008

POEMA DO BOM DIA


Tivestes um bom dia?
Amaram-te?
Desejaram-te o que te desejo?
Arrancaste de ti o que era a negação
e confirmates a tua previdência?
Não te esqueças de sonhar um pouco
quando for noite
Nem te deixes incrédulo quando o primeiro sol surgir
Faças como te sugeres fazer
Ama-te primeiramente,
adorna-te, enfeita-te
Fortaleça-te para o pior
e encanta-te no restabelecimento
Depois, quando estiveres na condição sabática das explicações,
deseja-me um bom dia.




3 comments:

ZAZÁ LEE said...

Adorei a doçura e maciez deste poema .
Está indo agora para meu BLOG!

eloadir said...

Poema do bom dia,de uma profundidade imensa e de uma realidade em toda sua essência.Vou até todo seu conteúdo e como faz o beija-flor,suguei-o todo para mim.

Lindoooooo

eloadir said...

Poema do bom dia,de uma profundidade imensa e de uma realidade em toda sua essência.Vou até todo seu conteúdo e como faz o beija-flor,suguei-o todo para mim.

Lindoooooo