11 February 2008

ENTÃO EU SORRIO


Vou logo avisando... este poema é o mais idiota que ja escrevi em toda a minha vida. Mas já que está escrito, fica aí...
Perdão pela falta de cuidado, até poeta tem seus dias tenebrosos de inspiração!

O meu credo sou eu quem desfia
e sou eu quem recolhe do meio fio
a moeda perdida
e o envelope vazio
Se viver fosse piada
Ninguém nascia berrando
e se morrer fosse fácil
ninguém se grudava no chão
Quem quiser minha companhia
tem que me ouvir lamentando
Nada foi fácil aqui
Contudo, ardil de ladrão
recebi do Criador a arma mais eficaz
Quando sorrio, destruo
o que o maléfico traz
(Acho um encantamento sorrir
pra quem tem cara feia...)


1 comment:

ZAZÁ LEE said...

Adorei.E não achei idiota.