11 February 2008

POEMA DA DISTRAÇÃO


Serenarei um pouco
Tem dia que é noite
e tem noite que eu nem me alcanço
de tanto engendrar planos
e me recosto, cansada, cansada...
Aconteça o que acontecer
Surja o que surgir
sempre pensarei naquela casinha branca
à beira da estrada
os lençóis alegrando-se ao vento
atracados no varal
um boizinho ou dois
e aquela rudeza de vida
que só conhece o dia de agora
e a hora do neste instante

Se eu fosse mais limitada
e se eu fosse mais talentosa
contava os dias igual escolho feijão
esse tá bom, fica
esse não tá, vai fora...

Lá na casinha branca,
à beira da estrada
deve ter feijão de monte
tudo bom.



2 comments:

eloadir said...

Pé de Pitanga....você é o feijão que foi escolhido e aprovado como"esse tá bom" Linda poesia que nos brinda nesse lindo dia.

Beijos

eloadir

ZAZÁ LEE said...

cecília
Eu já disse uma vez a vc: um dia estaremos juntas nesta casinha e em cima da pia da cozinha, muitos livros e pincéis.
Papéis e tinta para pintar a cerca bem branquinha