19 March 2011

INTEGRANTE


Acredito, acredito,
acredito em ser
sem precisar ser
a todo instante.
Há um momento
em que ser nada,
nada pensar,
nada contribuir,
não dar nem receber,
não olhar e não ser visto,
é parte da vida
integrante.

2 comments:

André said...

Bom dia, querida Cecília!

que prazer poder vir aqui e ler seus sempre intrigantes, saborosos, espirituosos e inteligentes versos. Realmente, amiga, como dizia o poeta, não precisamos aprender a ser só, mas aprender a só ser.

E esses seus versos já dizem tudo. Excelente!

Quando puder, apareça, amiga poetisa, saudades de suas palavras.

Um bom domingo, grande abraço.

André

Sotnas said...

Olá Cecília, desejo que tudo esteja bem contigo, sempre!
Com certeza, é desnecessário, e de deselegante por demais alardear aos quatro cantos do mundo o que se faz, ou mesmo o que se é somente para ser notado. Belo texto de reflexão!
Ficou interessante a imagem!
Alegra-me deveras suas visitas e comentários, obrigado pela amizade. Desejo a você e todos ao redor felicidades sempre, abraços e até mais!