25 April 2011

CANÇÃO DO PORQUINHO E DAS DÁLIAS


Um dia te levo
a passear de carro, meu anjinho.
Levaremos na traseira, dálias
e comparei um porquinho para ti
para que te lembres de mim
quando eu faltar.
A tua companhia
há de agradar as gordurinhas dele,
suas birras, os muxoxos que ele te dará,
tal como eu faria
se me fosse dado pertencer a ti.
Ama o porquinho então,
amando a mim,
que estarei bem longe, meu anjinho,
replantando dálias
e me lembrando da tua risada ampla,
que me protegeu de males
e me trouxe a calma.
E porque eu estarei  longe,
queira do porquinho, acima de tudo,
e acima de mim,
das quenturas, dos risos, dos laços,
a beleza da alma.

1 comment:

Malu said...

Menina, que canção mais ternurente!!!
Simplesmente adorável!
Abraços