25 April 2011

CANÇÃO PARA MINAS


Fomos para Minas.
À parte os queijos,
os pães, a natureza amontanhada,
um coração saltou à minha frente.
Talvez fosse meu próprio coração
aflito por tanta beleza,
ou talvez fosse o coração de Minas,
esta bandeira que pulsa,
que não se explica,
mas que fala e sente.

3 comments:

zazá lee said...

Ci
Eu também fui e como sempre tornei-me uma montanha.
Exatamente o que eu gostaria de ter escrito.
Bjssssssssssssssssssssssssss

Sotnas said...

Olá Cecília, desejo que tudo esteja e permaneça bem contigo!
E por aqui sob a sombra deste teu Pé de Pitanga, estou eu novamente refestelado admirando mais este belíssimo poema, parabéns!
Também gosto muito de Minas, e já visitei três cidades, e em duas delas vou uma vez por ano, já há uns cinco anos.
O clima de lá é muito agradável! Que bom que voltou mais inspirada ainda, isto quer dizer que vamos ler muitos belos textos teus por aqui!
Feliz por tuas visitas e carinhosos comentários, eu desejo a você e todos ao redor infinita felicidade sempre, com muito amor, saúde, e paz, abraços e até mais!

André Bessa said...

Ah Minas Gerais... quem já viveu por lá, não a esquece jamais. E mesmo quem vive em outras montanhas, diferentes, se lembrará sempre da Mantiqueira. Povo bão. Saborosos costumes. Eu tenho um lado mineiro que me apazigua. Ih, esses pães de queijo deixaram-me com água na boca!...

Querida Cecília, passeando pelas tuas canções e encantando-me com cada uma delas. Embora afastado das letras, nem por isso deixo de vir aqui beber das melhores delas.

Saudades poéticas, minha amiga, um grande abraço e bom dia!

André