11 July 2011

BELEZA

Achar beleza dentro de si mesma;
contar as belezas,
como se contasse as múltiplas tristezas;
e mais do que beleza,
achar aquilo que nos faz perfeitos
depois de nos terem tirado
a beleza, a beleza e a beleza.

3 comments:

zazá lee said...

Só triste.

Sotnas said...

Olá poetisa Cecília, que tudo esteja bem contigo!

Para alguns isto é tarefa deveras complicada, pois não gostam nem um pouco do que enxergam dentro de si.
Para outros, ainda que pareça cansativa, estão sempre buscando a perfeição, simplesmente por amar ser desta maneira!
Estava eu com saudades de teus textos, que expressam teus belos sentimentos. Bom demais que está de volta, agradecido por tuas visitas e comentários sempre gentis e por sempre me proporcionar ler belos textos a sombra de teu Pé de Pitanga eu desejo a você e todos ao redor intensa e feliz existência, brande abraço e até mais!

Andresa said...

Querida Cecilia,

...e mais do que beleza, achar aquilo que nos faz perfeitos...

O seu bom gosto e sensibilidade são dádivas para seus leitores. Um poema que atinge diretamente os sentidos.

Obrigada pela bela partilha.
Um abraço cheio dessa beleza.

Andresa