27 January 2007

ESTANDO AFLITA, A PÍLULA


Como devo rezar quando estou aflita?
Devo fazer penitências e me atirar ao chão?
Devo confessar meus pecados
E ainda assim não ser em nada perdoada?
Devo me flagelar
Implorar,
Fingir que sou amada?
Estou aflita
Nada me convence mais
Do que uma pílula
O Deus perdoador
O Deus consolador
Aqui está, onipresente,
Onisciente,
Na frente e por detrás da bula.

1 comment:

Cleomar Santos said...

Ceci,
santo remédio é um belo passeio com os filhos, com primos, com amigos. Nada de cinema, caminhar sim. Pelas praças, em ruas refrescadas por sombras de fantasias. Deixar-se levar pelas idéias, reservar espaço para a confiança, a vontade e o sorriso.