20 April 2007

PRÁ CRISTO É JUSTO?

Estão me perguntando porquê peguei o papa "prá cristo".
Primeiro preciso pedir perdão às almas mais nobres que me lêem; não é do meu estilo ficar denegrindo ninguém, além do mais uma autoridade como o papa, mas também, "pegar o Papa prá cristo" não é ofensa nenhuma., visto que os dois, Cristo e Papa são da mesma área. Campos afins, tudo fica dentro de casa mesmo, ninguém sai mortalmente ferido.
Seria diferente pegar outra pessoa pública "prá cristo", por exemplo, aquela loirinha sem graça chamada Eliana, que acaba de se separar do chef-apresentador da Record. Os programas da tarde não falam de outra coisa.
Nunca a pegaria "prá cristo" pelo simples motivo de que ela não me interessa em nada, o ex ou ainda marido também não, e porque essas loirinhas vivem disso, de casar e descasar toda hora, então não seria justo. Ué, não foi ela quem namorou o Justus?

2 comments:

amilton maciel monteiro said...

Oi, querida.
Depois de quase duas semanas sem vir a este diversificado pomar (chegei até a reclamar da falta de pitangas, lembra-se?), hoje fui surpreendido com sua grande produção! Pena que sua jardineira tenha me parecido tão amarga... brigando com o mundo, com os homens, com as flores... até com o papa e com Tiradentes! Tudo isso é poesia mesmo, ou simplesmente os frutos de um coração partido?
Seja lá como for, o mineiro Tiradentes entregou a vida pela liberdade da Pátria... Não se acovardou. É e será um eterno herói brasileiro. Por outro lado, " brigar" com o papa porque ele defende a fé em que foi criado e em que acredita, talvez não faça ninguém crescer, você não acha? Por sua vez, a questão da "praga", se a gente for adentrar o campo dos Sacramentos da relicião cristã, verá facilmente que, para o chefe da Igreja de Cristo que pregou "não separe o homem o que Deus uniu", verá, repito, que é mais natural que pense assim. Assim como outros que não crêem pensarão de outra forma... O que seria estranho é que ele deixasse de defender o que crê um povo enorme por ele liderado. Você não acha?
Concluindo, só posso crer que no fundo você fez poesia, como faz muito bem filosofar. E que Deus a abençoe e desculpe este padrinho que a ama muito.
Beijos. Tio amilton

Zazá said...

Acho que é só poesia.

O poeta não fala verdadeiramente. Ele inventa tudo, por isso é poeta.

O poeta é um fingidor, e finge tão completamente, que chega a fingir que é dor, a dor que deveras sente!