11 January 2008

SINCRONICIDADE


A ave veio cortando o céu, na rasante desesperada
quando nada podia lhe parar,
Nem meu pensamento,
que vinha desabalado
em direção contrária a espantou
A sincronicidade do meu pensamento com a do vôo da ave
não propiciou o racha no ar
porque o que é físico ainda nao compreende a emoção
Mas a sincronia existiu
entre o querer da ave,
entre a sua enérgica vontade
e a fortaleza desse meu pensamento
que voa e que se estende para onde ordeno
às vezes pode se chocar;
às vezes, é só o susto da passagem.

1 comment:

ZAZÁ LEE said...

Porque o físico ainda não compreende a emoção.....
Hummmm... Maria Cecília, você escreve e age tal qual?