21 February 2008

POEMA DA FÉ NA VIDA


Se vês um passarinho
acredite,
que o passarinho também te vê
A mesma fé que há em ti
também reside nele
e o mesmo espanto...
Tu o vês como um corpinho aero-dinâmico
que pode às vezes cantar
Ele, por sua vez,
te vê como um ser que canta
e que no fim da tua vida, também voará.




3 comments:

andresa said...

Lindo...
Vou observar mais os passarinhos, quero voar como eles mas não só no fim da vida.

Bjos

ZAZÁ LEE said...

Vou colocar este poema no meu blog.
Passarinhando,passarinhar.

Jesus Cordeiro said...

Lindo!!
Adoro a sua poesia, já o tinha dito antes, nunca me canso de a ler e sou surpreendida em cada poema...mas eu tanto gostava de ser uma andorinha, disse um dia.