08 April 2008

ABRIL


Faz-me um Abril de ontem
Naquele dia em que espirrava estrela por tudo que era canto
Eu era feliz, feliz,
E me mordia de tanta felicidade
Quando chegar Dezembro
bem que podia ser Abril
Quando o ano acaba é que é preciso haver essa esperança
Frio, mas nem frio
Só um calor infernal de carne que vem de dentro.



3 comments:

Guhn said...

See Please Here

O Culto said...

Adoerei o "poema de dizer sim", muito legal! Parabéns!

ZAZÁ LEE said...

Cecília

Você ganhou um prêmio!
Mas tem que passar pelo Espelho Sem Aço para conferir!