04 May 2010

POEMA DA ILUSÃO DE MIM


Ah, este teu amor,
pluma de pássaro que não viajou
nem no ar flutuou, se livre fosse.
Pousada à esquerda do suporte da moralidade,
transpirou imagens e contorções dos ares
e aqui, iludida comigo, se quedou.


6 comments:

Anonymous said...

A palavra "contorções" é escrita com "Ç" e não com "S".

PÉ DE PITANGA said...

Caramba, amigo! Muito obrigada! Não há justificativa para esse erro! Me perdoe!
Agradeço muito por ter me visitado.
Bjs

Anonymous said...

Cecilia Figueiredo

Sempre leio seus poemas... mas hoje quando entrei em seu blog!!! nossa.... está em vida, apagado, sem cor, horrível.Cadê o seu bom gosto.
Me perdoe mas tinha que falar...

Claudia Medeiros

PÉ DE PITANGA said...

Claudia,
Estou mexendo no lay out, ainda não acertei... continue me visitando, e se eu conseguir deixá-lo mais atraente, me avise.
Obrigada por me vistar.
Beijos

Anonymous said...

O lay out atual está mais para
( OS PASSAROS DE HITCHCOCK).

Concordo o comentário da Claudia.

Marinês
(admiro o seu trabalho Cecília)

Anonymous said...

?????????