20 October 2010

A SUSTENTAÇÃO





Vi a ararinha verde por sobre o portal
descansando a sua liberdade.
Dezenas vieram,
todas individualmente libertas.
E eu, que amo a liberdade,
que mais que a liberdade,
amo a essência,
arvorizei-me para sustentar as ararinhas
e a elas, proteger,
como protejo a mim mesma.

3 comments:

Eduardo Lara Resende said...

Parabéns pelo poema, Cecília. Amar a essência... Eis aí o que, de fato, valoriza o que vale a pena. Como a liberdade.
Se puder, passe em http://pretextoselr.blogspot.com/
Abraço.

Sotnas said...

Olá Cecília, tudo bem contigo?
Espero que tudo esteja bem!
Parabéns pelo seu pé de pitanga, e também pelo belo texto sobre preservar a liberdade. É de grande sensibilidade e atitude de quem ama viver! Agradeço suas carinhosas visitas. Tudo de bom pra você e todos ao redor, grande abraço e até mais!

André said...

"What a difference a day Made"... o título tem uma ligação legal com o texto...
Ver a ariranha verde, livre fez do seu dia diferente!

Parabéns mãe, tá muito show!

Beijos